Seguidores

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Vai Corinthians!!!

Classe Distinta da Guarda Civil Metropolitana

Quero deixar claro a minha satisfação pelo time que sou torcedor ter ganhado mais um título. Não serei tão hipócrita a ponto de dizer que este acontecimento passou despercebido e não tenha importância, mas também percebi outros fatos que me chamam a atenção e queria compartilhar.

Antes de começar a divagar, quero deixar claro que expresso apenas uma opinião ou ponto de vista, não tenho a pretensão de que minhas pobres palavras tenham o sentido da verdade absoluta e é claro que entendo as opiniões contrárias, afinal em tese, e apenas em tese, vivemos em um país democrático de direito.

Hoje pela manhã quando fui ao mercado comprar pão para o meu desjejum matinal (o supermercado próximo de casa faz uns pãezinhos que são uma maravilha) ouvi um atendente do balcão de frios fazer o seguinte comentário em voz alta para um cliente conhecido:

- É hoje que o seu time leva chumbo Fulano! (se referindo ao Corinthians é claro, pois quem não torce a favor, torce contra).

O provocado, com muita calma e inteligência, rebate:

- Independente do resultado, terei que comer hoje, dormir e amanhã terei que trabalhar, minha vida continuará a mesma.

Não me ative a olhar para rostos ou expressões, mais a inteligência contida naquelas palavras valeu meu dia.

A história é repleta de exemplos de como o Governo faz para que o povo esqueça seus problemas e se divirta ainda sim. No filme “Gladiador”, o Imperador reabre o Coliseu para um “show” de gladiadores, onde o povo que passava por privações é iludido com “diversão” gratuita.

Reza a lenda que em uma pesquisa solicitada pelo Imperador Dom Pedro, para saber por que o povo não era alegre revelou que o país precisava de mártires e não tinha, e então um monte de mártires foi criado (entre eles, Tiradentes).

Vivemos um momento difícil do país, e embora a economia interna esteja “bombando” a economia externa não é assim tão boa, a ponto de representantes do FMI virem ao nosso país, solicitar ajuda (dinheiro) à Presidente para ajudar os países da União Européia (UE), e a nossa Presidente muito sabiamente (pelo menos na questão política) concordou, desde que o Brasil passasse a ter um papel de maior relevância junto ao mencionado órgão internacional.

O mercado interno, se o externo não se recuperar em um determinado espaço de tempo, não terá forças para equilibrar as despesas do país, por isto nossa Presidente não está fazendo boa ação e não está doando dinheiro, está fazendo investimento e política, nada contra a mesma, e os problemas nacionais não se resolverão com a soma que ela porventura venha a disponibilizar para ajudar à pobre Espanha, Itália e Grécia.

Mas os problemas do país estão ai, a olhos vistos, negociatas e mais negociatas, denuncias de corrupção estourando quase que de hora em hora nos noticiários, impunidade declarada em muitos casos considerados esdrúxulos, o salário mínimo não dando nem para o essencial, a segurança pública é um caso de polícia, e nossos especialistas no assunto nos assombram com suas soluções. Em Brasília, é um cai-cai terrível de Ministros e recentemente, o que está na corda bamba é o do Trabalho, Carlos Lupi do PDT, que está envolto em várias denuncias, mas até o presente permanece no cargo, mais uma vez graças a negociações políticas, afinal, e fazendo uso da fala do “Exmo. Deputado Federal Paulinho da Força”, "Estamos a 10 meses das próximas eleições. Será que Rui Falcão (Presidente do PT) já está desprezando o eventual apoio da central (Força Sindical/CUT) e do partido (PDT) em São Paulo?". É um absurdo, o Governo que deveria prezar pela ética, transparência e justiça, ter que se curvar e se prestar a este papel, negociar com genocidas. Sim, é isto mesmo que você caro leitor acabou de ler, “genocidas” mesmo, pois em minha opinião, e como dito no início, é a que expresso, estes políticos que desviam milhões, e por que não dizer, bilhões de reais, são genocidas, pois desviam dinheiro que seria investido na saúde, educação, em obras sociais, empregos e etc. Pessoas morrem todos os dias por falta de uma saúde de qualidade e não é novidade a ninguém que se você quiser um mínimo de dignidade no tratamento de saúde, terá que pagar caro por um convênio (aqui em casa, para duas pessoas pagamos R$310 por mês, e não é lá essas coisas não).

Todo início de ano, vemos o desespero de mães para tentar uma vaga em escolas públicas (de péssima qualidade, sem contar a famigerada “Progressão Continuada”) para seus filhos. Todos os dias vemos famílias, e agradecemos a ELE por não ser a nossa, mas nada garante que amanhã não seremos nós ou por nós que chorarão, devido a alguém que foi levado pela violência, por que faltou investimento em segurança, em prevenção, sobrou corrupção em órgãos políticos e policiais que permitirão que uma arma chegasse as mãos de um homicida.

E enquanto isso, vemos milhões de pessoas esquecerem destes problemas, ou não vêem a real dimensão, e se entregam a uma festa, afinal o” Corinthians é campeão brasileiro”, e no final do ano (creio eu, sempre fui péssimo para futebol) o Santos concorrerá ao título de melhor do mundo, e logo teremos o Natal, na seqüência o Ano Novo e mais a frente o Carnaval e por ai se vai...e os problemas sendo absorvidos pelo sem números de feriados comemorativos e festas populares.

Mas eu creio que está mudando, um tanto quanto devagar, mas está mudando.

Mas, aproveitando isto, quero lhes perguntar algo:

- Recentemente, um “ministro caiu”, o dos Esportes, rodeado por um sem número de denuncias de desvio de dinheiro para Ong’s, e interessante, o Ministro caiu e as denuncias contra ele sumiram? Não se fala mais, foram arquivadas?

Fico impressionado com o esquecimento das pessoas quando vejo o Senhor Renan Calheiros, que foi reeleito Senador, após ter renunciado ao cargo em 2007 por estar envolvido com um sem número de denuncias de corrupção e etc.

Senhor Fernando Collor, José Sarney, Paulo Maluf, Romário, Tiririca, Eduardo Suplicy, e tantos outros nomes envolvidos em denuncias de corrupção, ou sem nenhuma capacidade ou conhecimento para exercer um cargo público, é um show de horrores, e pior de tudo, com dinheiro público, e estes caras criam leis e impostos para gerir a minha vida e encherem seus bolsos...absurdo.

E aproveitando a oportunidade, quero aqui fazer mais uma observação. Recentemente, tive uns problemas de saúde e tive que consultar um médico, e consegui uma consulta com especialista na Rua Pará, atrás do cemitério da Consolação, área nobilíssima de São Paulo, e em meio a tantas casas e prédios de alto padrão, vejo uma construção, aliás uma construção suntuosa, que pertence a nada mais nada menos a CUT (Central Única dos Trabalhadores), aquela que diversos sindicatos são filiados, e patrocinam diversos fatos no Brasil, inclusive invasões e festas.

Ou seja, operam com o dinheiro do proletariado...mais um absurdo. E não pensem que dentro da garagem deste suntuoso prédio vi algum carro de valor inferior a R$30.000.

É um paradoxo, mas o ano que vem está ai, teremos outros campeonatos regionais, dois nacionais, três internacionais (Sul-Americana, Libertadores e Mundial), além de outro Carnaval, 7 de Setembro, Páscoa, Natal, Ano-Novo e etc. E já estamos pensando em 2014 e 2016, que colocará o país no centro do mundo e trará enormes investimentos e melhorias para o país (pelo menos é o que querem que acreditemos), e com isto não devemos nos preocupar com problemas, a vida é muito curta para nos preocupar tanto, vamos curtir o momento, não é mesmo?

Enquanto isto, um saco sem fundo de verbas e investimentos é esvaído na cara de pau por pessoas sem escrúpulos, e o pobre continua pobre, e o rico cada vez mais rico.

Brasil, um país de todos, mas para poucos.

Viva a Democracia, vivamos a anarquia política!

O sol nasce para todos, mas só brilha para alguns!

2 comentários:

  1. Antonio da Rocha Posso14 de dezembro de 2011 10:17

    Caro Colega,

    Seu artigo é excelente e retrata a realidade brasileira, infelizmente nossos políticos só pensam no próprio bolso e nos interesses da minoria.

    Este artigo merece ser divulgado em grande escala, talvez possa sensibilizar nossa população a rever seus conceitos, ou quem sabe mudar a forma de fazer política de alguns mascarados de políticos.

    Sugiro enviar seu artigo para publicação em jornais, revistas, etc.

    ResponderExcluir
  2. eu concordo com o caríssimo colega acima.

    muito bom artigo CD, parabéns.

    ResponderExcluir