Seguidores

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Menor que o mínimo


A criação de uma política salarial mínima para os profissionais de segurança pública parece estar cada vez mais distante, principalmente no Estado de São Paulo, o mais rico da federação.

A eventual aprovação do salário mínimo para R$ 550,00 tornará o salário base inicial dos Policiais Estaduais, de R$ 545,00, menor que o piso nacional, trágico e vergonho, mas real, levando esses profissionais a ter um segundo emprego, conhecido como bico, que chegou a ser oficializado com a criação da atividade delegada. 

O Governo do Estado pode rebater, afirmando que o salário dos policiais estaduais se aproximam de R$ 3.200,00, composto por R$ 545,00 de salário base, R$ 545,00 de R.E.T.P., R$ 600,00 de Adicional Local de Exercício, R$ 300,00 de adicional periculosidade, R$ 1.200,00 da Atividade Delegada.

Entretanto, essa façanha ocorre com 27 dias de trabalho, sendo que no caso de alguns afastamentos como licença médica há perda imediata do Adicional Local de Exercício e da Atividade Delegada, sendo que no período de férias é permitido que o policial trabalhe na atividade delegada.

Enquanto isso, assistimos a imoralidade da concessão de aumentos nos percentuais de 61,83% e 26,09% aos nossos políticos, sendo que um deputado passará a receber mensalmente a bagatela de R$ 26.723.,13, representando um gasto de R$ 136 milhões, nem tanto distante o Governador Paulista passará a receber mensalmente R$ 18.700,00, sendo que para conceder algo em torno 6,8% de aumento ao salário mínimo há uma verdadeira guerra de vaidades políticas, sobre o pretexto de que um aumento maior poderia falir as finanças públicas e principalmente a previdência social, porém a maioria dos aposentados recebe em média um salário mínimo.

No caso da Guarda Civil Metropolitana da Cidade de São Paulo o salário base inicial da carreira é de R$ 545,00, mas há uma expectativa de reajuste com a eventual aprovação do Projeto de Lei nº 448/10, de autoria do Executivo Municipal que reajusta a tabela de vencimentos em 20,74%, em duas parcelas de 9,88%, a serem pagas em janeiro de 2011 e 2012, caso contrário será mais um piso salarial menor que próximo mínimo nacional.

2 comentários:

  1. Carlos Alberto CAETANO11 de janeiro de 2011 11:44

    Caro amigo Pereira, é claro a indisposição dos governos em conceder um salário digno aos agentes que compõe a segurança publica, pelo que foi aprovado na data de ontem pelo governo, o salário minimo que entra em vigor no país é de R$ 540,00, bem próximo do que percebem os policiais em São PaULO EM SUA REMUNERAÇÃO BASE, E A PERGUNTA QUE FICA É QDO ESSA SITUAÇÃO IRÁ MUDAR, COM A PALAVRA OS GOVERNANTES.

    ResponderExcluir
  2. Amigo Caetano,

    Há uma possibilidade remota do mínimo ser fixado em R$550,00, fato noticiado no Portal Estadão, de qualquer forma seja R$ 540,00 ou R$ 550,00, é uma vergonha o salário base das Corporações Policiais do Brasil, em especial do Estado de São Paulo.

    ResponderExcluir