Seguidores

sábado, 9 de setembro de 2017

Armas de Fogo .40 para Guardas Municipais

Inspetor Superintendente Da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo

Bacharel Direito
Pós Graduado em Processo Civil
Pós Graduado em Segurança Pública e Comando de Guardas Municipais
Mestre em Desenvolvimento Regional e Políticas Públicas

Presidente da Associação de Guardas Municipais do Estado de São Paulo - AGMESP

Vice Presidente da Conferência Nacional das Guardas Municipais

Autor Do Livro Guarda Municipal – Manual De Criação, Organização E Manutenção, Orientações Administrativas E Legais.

  
A Associação das Guardas Municipais do Estado de São Paulo – AGMESP , tem atuado para atualização da legislação para modernização das Guardas Municipais em todo pais, avançamos com a edição da Portaria nº 11/RES/2008 do Comando do Exército Brasileiro, que alterou a tabela de dotação, permitindo a aquisição e porte de armas de fogo de calibre 12.

De forma pioneira, na gestão da Secretaria de Segurança Pública e Trânsito da Prefeitura de Cosmópolis no Estado de São Paulo, adquirimos armas de fogo importadas da Turquia, marca Zafir, modelo T-14 para a Guarda Municipal para atuação na prevenção e combate a criminalidade.


Nossos esforços para a atualização dos calibres das armas de fogo utilizadas pelas Guardas Municipais do Brasil continuaram e protocolamos o Ofício nº 001/2016 junto ao Comando do Exército Brasileiro solicitando alteração na tabela de dotação para autorização de aquisição e porte de pistolas .40.

Ao retornar a Guarda Civil Metropolitana de São Paulo na condição de Comandante da Superintendência de Planejamento, tivemos apoio irrestrito do Prefeito João Doria e do Secretário de Segurança José Roberto Rodrigues de Oliveira para solicitarmos junto ao Comando do Exercito Brasileiro para a atualização da legislação vigente, permitindo a utilização das armas de fogo .40, doadas pela empresa Austríaca Glock.


O Deputado Federal Lincoln Diniz Portela, do Estado das Minas Gerais e do Partido da República, parceiro de grandes batalhas na defesa das Guardas Municipais, protocolou requerimento sugerindo a inclusão das Guardas Municipais em portaria do Exército Brasileiro para a atualização dos calibres das armas de fogo utilizadas.





Portanto, após a Guarda Civil Metropolitana ser reconhecida como a Polícia Municipal da Cidade de São Paulo, continuamos trabalhando para sua modernização, independente de posicionamentos contrários de poucos, que insistem na manutenção do modelo atual de segurança pública, os quais sugiro a leitura da tese de mestrado “uma polícia municipal cidadã para o desenvolvimento local” de minha autoria publicada na 11º Edição da Revista Eletrônica Diálogos Acadêmicos, disponível no link http://uniesp.edu.br/sites/sertaozinho/revista.php?id_revista=32.




9 comentários:

  1. Excelente medida tomada em Brasilia, reforça em número, gênero e grau nossas assertivas nos mesmos órgãos, parabéns IS Braga.

    ResponderExcluir
  2. Mais uma vez o Comandante Braga a frente de medidas corajosas, pioneiras e inovadoras, esse sim é um verdadeiro especialista em segurança pública, não posso de deixar aqui meus agradecimentos ao Prefeito João Doria que realmente se posta como um gestor não só da cidade, mas também em segurança, destaco o papel fundamental do Coronel PM José Roberto, que tem quebrado paradigmas para a construção de uma polícia do futuro.

    ResponderExcluir
  3. Excelente inspetor,otimo trabalho,a policia municipal é uma realidade e uma necessidade,com certeza o Sr.e a GCM SP é exemplo a ser seguido por todas as outras comporações municipais!!

    ResponderExcluir
  4. Muita conversa e pouca ação, enquanto isso o GCM/SP recebendo abono para complementar o salário que não chega a R$ 1.400,00.

    ResponderExcluir
  5. Espero que a GCM/SP esteja ao menos preparando seu efetivo para usar esse tipo de armento cuja letalidade é muito grande, pois como sabemos sem treinamento o erro pode ocorrer mais facilmente, não queremos a Polícia Municipal na mídia de forma negativa.

    ResponderExcluir
  6. Queremos a T-14 para o IOPE!!!!! Caveira!!!!

    ResponderExcluir
  7. As coisas vão acontecendo paulatinamente, uma casa grande com muitos moradores não se arruma tão rápido.
    Nunca devemos perder a fé de que os sonhos podem se tornar realidade e, que ainda que os passos sejam vagarosos alcançaremos nossos objetivos.
    Parabéns pelo desempenho IS Braga.

    ResponderExcluir
  8. Esperamos que essa alteração na legislação realmente ocorra, muita festa para somente uma proposta

    ResponderExcluir
  9. pelo que vimos na imprensa, se ocorrer, são apenas 600 pistolas doadas pela Glock que vão ficar na mão dos inspetores, iope e ambiental, nos que damos a cara na rua vamos continuar com os 38 obsoletos com mais de 20 anos de uso, se não conseguem comprar fardamento imaginem armamento.

    ResponderExcluir